frida-capa-livro-sobre

O livro da Frida foi escrito com muito amor, mas sobretudo com o intuito de desmistificar preconceitos.

Quando a conheci foi-me dito que não tinha ninguém que quisesse ficar com ela por ser uma menina com deficiência numa patinha devido ao atropelamento, já para não falar de que era adulta, de raça não definida e não poderia correr nem saltar.

Nada mais errado, a Frida tal como outros patudos sejam cães, gatos ou outros animais merecem uma oportunidade e quando lhes damos amor, carinho, compreensão e, não esquecer, treino, são eternamente gratos e transformam a nossa vida para sempre e para melhor.

A Frida não dá nenhum trabalho, bem pelo contrário, eu é que sou a “chata” por querer estar sempre com ela e a mimá-la. Não precisa de cuidados extra (ao contrário do que seria de esperar inicialmente), mas mesmo que fossem, cá estaria para a ajudar no que fosse preciso.

O preconceito com os animais é muito parecido ao que existe com os seres humanos. Muitos humanos já sentiram isso, com os animais passa-se o mesmo. Apenas não conseguem comunicar como nós e fazerem-se ouvir nos media, amigos, etc. E portanto, decidi escrever o início da história dela (a que é sabida) para poder ajudar a dar “voz humana” a estes seres que tudo merecem de bom!

Espero conseguir fazê-lo ao longo desta jornada com algumas publicações úteis, ajuda monetária com as vendas e partilha de fotos e vídeos dos dias da Frida.

O que é válido para ela, é também válido para outros amiguinhos.

Bem-haja a todos os que colaboram e me ajudam com esta iniciativa!